__________ Itapema, suas histórias... __________

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Sociedade @lternativa ITAPEMA



Era uma daquelas noites festivas no '&ociedade @lternativa - &.@'. Duma só vez apareceram Tetê, Altério, os Bródis Pink e Floyd, mais grande elenco. Bartô atribulado com as porções assava na fornalha da cozinha... O alvoroço na entrada despertou a atenção. Um homem de roupas puídas, trazendo às costas uma trouxa distribuía pontapés nos cães itapemenses em seu encalço. Aparentava dez mil anos, mas não de decrepitude. Sentou no balcão pondo-se a conversar alto com D. Iaci, enquanto esta media a dose no copo.
- Como é admirável viver em sociedade! Gozar da Democracia... A senhora não acha? - Riu pousando a vista pelo recinto. A súcia rumorejava quando ele interrompeu. Nós estacamos um minuto. - Isto me soa tão familiar. A civilização global... Babélica!!... Do lugar donde vim essa falsa unidade nos dá certeza de que aqui fora apesar de junta, a humanidade sonha um sonho só. E sonhar só é estar sozinho... - Caminhou até o meio do salão.







- LiberOz lhes convida... Sejam benvindos! Estejam prontos para a viagem. Sem bagagens para velhas coisas... Próxima de Anarkland, paraíso sem fronteiras. Situadas no plexo solar e no limiar das nossas consciências. Está dentro de você. Muda primeiro o teu interior. A paisagem que te agrada seja a tua morada... Numa toda gente parou pra ganhar novo rumo. Noutra a cidade é de cabeça pra baixo. Nelas a igualdade está na diferença. Além disto, sabe o que há de incomum entre elas?... Não existem cânones ou dogmas sociais. Ninguém teme ser conforme sua própria vontade, pois é tudo da lei. É direito comum colher da árvore do conhecimento quantos frutos quiser. E aprender com a serpente seus ensinamentos. Morder os calcanhares daqueles que lhe pisam... Evoluir para o almejado nirvana das crisálidas. Lá nós não apenas planejamos o futuro, realizamos no agora...
  PRÉDIO ONDE FUNCIONOU NO TÉRREO, O BAR E RESTAURANTE 'ESTAÇÃO ITAPEMA' [2001], CENÁRIO DO UNIVERSO PARALELO DE PERSONAGENS DO BAR '&ociedade @lternativa'.

Isso é loucura? Insano mesmo é se fiar na fantasia dos filmes, das peças teatrais e nas novelas... Nos livros. Ao invés de transmutar nossa realidade, que os jornais descrevem como tragédia rotineira. E assim, o humano harmoniza-se com a natureza, seus semelhantes, consigo mesmo... Quando vocês vão se cansar de querer mudar aquilo que não tem conserto? Maquiar este sistema de face horripilante. Seu desejo é uma plástica bonitinha. Melhorar o aspecto, mas a feiúra está lá!... Nessa bonita ilusão. Vocês ainda guardam esperanças, alguns são jovens tem todo tempo disponível. Preferem ficar aí descansados, boquiabertos, em paz com vossas existências à espera do conforto no jazigo... - Pairava por entre as mesas um silêncio tumular. - Honrados cidadãos, lhes tiro meu chapéu!
E assim como tendo surgido, desapareceu... 
Então, eu disse a eles enquanto fui à entrada do bar verificar. Pois estávamos perplexos:
- Meu... Vocês viram o cara, que figura! - Ele dera uns "toques". Bródis Pink e Floyd podiam jurar, tocava justamente "The Number of the Beast", rock do ACDC, no walkman que dividiam... Ouvia-se apenas pela noite os latidos da matilha de cães do Itapema nos seus calcanhares.


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

NOS BRAÇOS DE MARIA BONITA E CIA

PANFLETO UTILIZADO PARA DIVULGAÇÃO DA PIONEIRA CASA DOS PRAZERES EM ITAPEMA/SP.

"...Que novidade era aquela!? Propaganda corpo a corpo dum puteiro?" - A jovem ao entregar-me de passagem o panfleto, numa mesa do Skina Lanches, sorria instigante, as voluptosas formas incontidas dentro da minúscula peça de roupa... Haveria de conferir. Separado já algum tempo e sozinho nada tinha a perder. Às vezes é melhor pagar do que empreender adulações num relacionamento sério, visando os prazeres da alcova. No frigir dos ovos, de graça também não seria. Aprendera ser prático. Sem compromisso de responsabilidade mútua, promover felicidade ou cumprir promessas. Apenas o extravasamento puro e simples do gozo...
[Antigo prédio da casa dos prazeres 'MARIA BONITA']


Como assíduo frequentador, logo fiquei íntimo conhecedor dos bastidores daquele prazeroso antro. Conheci um casal de lésbicas, cuja "sapata" não permitia sequer que sua parceira a tocasse com carícias femininas. Fazia questão de armar-se com um strap-on à cintura para estocar masculamente a frágil companheira.
Passava horas a saborear o inábil strip-tease das garotas, encharcava-se de suor e cerveja decidindo a escolhida da noite. Num canto a cafetina vigiava atenta o movimento. Vez ou outra atiravam fora um caminhoneiro insolente. Um visitante local sem grana convidado a sair, porque ali não era boteco. Contrariando a propaganda...
- Veio fazer o quê aqui sem grana? Procurar namorada?
- Não tenho hoje... Posso ter amanhã.
- Então passa depois...

[Entrada da antiga casa dos prazeres 'MARIA BONITA' em Itapema/sp]


Apareceu por lá uma vez, a vadia mais tesuda que transei nesses anos todos. Ceiça, fêmea capaz das maiores diabruras por dinheiro. Depressa quis provar-lhe o gosto. A preços módicos arquitetamos deliciosos menáges, que nos levavam à exaustão.
Ficamos amigos. Contou que na escola passara por santa, a recatada da turma. Me daria tudo menos o coração, pois era minha e de tantos outros. Debochava maliciosa da ingenuidade dos homens. Mesmo assim, quase me deixei enganar pelo seu teatro bem representado, vítima duma paixão repentina. Mas felizmente, como por desencanto ela sumiu...
Muito tempo depois encontrei-a, puxava uma criança pelo braço e trazia outra na barriga estufada. Sua beleza havia sido subtraída, nem parecia aquela Ceiça. Viera visitar os pais, ainda morando em Vicente de Carvalho. Sequer tocou no assunto da antiga profissão. Casou-se, disse-me, levando vida de mulher doméstica.
   

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

POLTERGEIST NA RUA NOVA ESPERANÇA

REALIDADE OU MITO? TERIA OCORRIDO UM FENÔMENO POLTERGEIST NUM ANTIGO CHALÉ DA RUA NOVA ESPERANÇA? - ITAPEMA/SP.

Os antigos do saudoso Itapema/SP, ainda se recordam. Já tanto tempo ocorrido o causo da "Casa de Sangue", agora até contam com certa zombaria. Se é verídico?... Um dos moradores trabalhou na Escola 'Walter Scheppis'.
Fatos tenebrosos aconteciam naquele rústico Chalé (num beco da atual Rua Nova Esperança - Bairro Pae Cará). A casa, por obra não se sabe do quê, escorria sangue pelas paredes. Começou do nada. Muito se falava, mas pouco se sabia...
Maldade da primeira moradora. Mulher enciumada, que esquartejara o companheiro e para não ser descoberta enterrara o corpo no porão, diziam alguns por ter ouvido um velho boato. Para outros a estória era diferente, obra do espírito agonizante duma moça que suicidou-se talhando os pulsos quando foi molestada pelo pai. Ali fora um antigo "Terreiro" de Escravos do Itapema, nos tempos dos Jesuítas.
 RUA NOVA ESPERANÇA (BAIRRO PAE CARÁ) ITAPEMA/SP [2014].

Sabia-se por ouvido e visto que a Dona do Chalé ao fazer Arroz, metade na panela ficava branco e a outra tinha sangue. Outras comidas cozidas davam ao paladar um estranho amargor. Mesmo o Pirão, o Mingau avermelhavam dali um tempo de prontos.
Sobressaltada a Família, ante o desespero dos filhos e pra desvendar o Mistério, viu-se um ponto de visitação da vizinhança e de curiosos itapemenses.
O estranho fenômeno paranormal chegou à Paróquia. Solicitaram ao Padre que exorcizasse o "Terreiro do Capeta". Porém tudo que o Pároco fez, foi repreender tamanho desatino. Censurou os fiéis, pois davam ouvidos aos feitos do Demo e não as milagres de Cristo.
Os incrédulos respondiam ser por causa da madeira picumã, tábuas de parte do revestimento da Cozinha, que com a umidade e o calor pingava seiva avermelhada do teto. Ou condensação da fumaça vinda da queima de picumã, pois a Família cozinhava num fogão à lenha.
A notícia caiu na "boca do mundo", não tardou a reportagem do Programa 'Polícia no Ar', fazer matéria em frente ao soturno Chalé, entrevistando os envolvidos. Tabloides cobriram o fenômeno, página inteira.
ENCRUZA ONDE FICAVA O CHALÉ QUE VERTIA SANGUE PELAS PAREDES - RUA NOVA ESPERANÇA [ITAPEMA/SP].

Havia noites que a ventania sibilante tornava tudo muito assustador. Os gatos faziam dali seu recanto, vivendo num frenesi noturno infernal. Agourentos os cães uivavam. Morcegos voavam sobre o telhado, vindos dum "Pé-de-Cuca" dali perto, sustados por apitos dos Navios no Porto... Pensavam em botar fogo, mas quem se atreveria chegar perto e atiçar o incêndio, despejar os moradores. 
- Deus tá vendo. Se é para o Bem de todos... - Alguém justificou numa roda de conversa acalorada.
Numa medida desesperada vizinhos convocaram soldados da Base Aérea, que vieram com um trator pra demolir o Chalé mal-assombrado, caso preciso fosse. Entretanto, até mesmo estes vacilaram adentrar o quintal, depois de inspeção e séria conversa com o proprietário, alegando necessitar de uma ordem expressa do Órgão Municipal.
VISTA REVERSA DA ENCRUZILHADA - LOCAL DA "CASA DE SANGUE" - ITAPEMA/SP.
 
Juvêncio, garoto malino, desafiando os conselhos, naqueles momentos de histeria coletiva, entrou na cozinha envolta no fumacê... Uns oravam, surravam as "tábuas de forrão" com ripas nas juntas, exorcizando a moradia possuída, o peralta sentia o Chalé sacudir. Saiu pálido, olhos esbugalhados, sem voz. Depois se perguntavam, desconversava. Jamais quis dizer o quê passou-se lá.
Assim quem cruzava por ali defronte, olhando a lúgubre moradia no beco, sempre lembrava arrepiado do tal caso e benzia-se imediatamente a esconjurar. A estória durou por muitos anos, até que rasgou-se outro trecho da Rua Nova Esperança, ligando à "Rua das Torres", passando pelo local onde ficava o Chalé que escorria sangue.
  

sábado, 20 de outubro de 2012

ITAPEMÉRIDES

NESTE CARTÃO-POSTAL RETRATANDO A REGIÃO DO PORTO, AO FUNDO ITAPEMA/SP.

Ao escrever-se sobre ITAPEMA/SP, alguns fatos podem parecer irrisórios. Minha intenção não é dar ao Distrito uma dimensão histórica, que talvez ele não tenha. Tentando nos tornar inaugurais em determinados feitos, longe disso. Mas por outro lado, localizá-lo no tempo e no espaço. Valorizar sim, a nossa importância na região. Desfazer essa imagem de mero apêndice.
PANORÂMICA DA REGIÃO DO PORTO TENDO AO FUNDO O DISTRITO DE VICENTE DE CARVALHO [ITAPEMA/SP].

O geógrafo da USP, Luís Melo Rodrigues escreve em 1964:
"(...)Desta paradoxal situação, em que se alternam o ser de fato santista e de direito guarujaína (sic), Vicente de Carvalho constitui área marginal à administração das duas cidades..." - Daí que a busca dessa auto-afirmação sedimenta nossa identidade e distingue a formação de sua gente.
Valho-me de anotações diversas, notícias, curiosidades, eventos, os quais distinguem ITAPEMA/SP no cenário da Baixada Paulista
Levantamentos apontam ser a capela existente dentro da Base Aérea a antiga Capela de Santa Cruz do Riacho, remanescente da Vila da Bocaina. É bem possível que esta denominação e/ou sua construção esteja ligada a uma remota referência ao Forte, já nominado Fortim de Santa Cruz do Itapema.
Anotamos que em 1886, o 'Periódico Santista' do dia 9 de Junho noticiou o naufrágio às 22 horas, na Praia de Itaipu, do "iate nacional", batizado 'Itapema'.
ÁGUAS DO LITORAL PAULISTA, POR DEBRET.

Álvaro Corrêa registra sendo "Lucy", a primeira lancha à gasolina que navegou no nosso Porto, adquirida em 1902 pelo Senhor Palemon Gomes, para o Clube Internacional de Regatas. Assim, percursora das nossas atuais cátraias (as "gôndolas caiçaras") que levam passageiros por baixo do Porto (antigo Rio dos Soldados) até a Bacia do Mercado, antes movidas a remo. Este acesso funcionava desde o começo de 1900, regulamentado a partir de Abril de 1913. 
 A LANCHA "LUCY" , PERTENCENTE AO CIR, PERCURSORA DAS CÁTRAIAS, NAS ÁGUAS DA BOCAINA.
     
O Presidente da República, Dr. Epitácio da Silva Pessoa, acompanhado do Governador do Estado de São Paulo, Dr. Washington Luís Pereira Souza estiveram em Itapema, no dia 22 de outubro de 1922, para lançamento da Pedra Fundamental da futura Base de Aviação Naval, na Conceiçãozinha.
COMITIVA DO PRESIDENTE EPITÁCIO PESSOA EM ITAPEMA/SP [1922].

Parece ter mesmo ITAPEMA/SP uma história afetiva com as "Marias-Fumaças", inicialmente puxada pelos trens a vapor nos trilhos do trajeto entre o Distrito itapemense e à Estância Balneária (1893).
Tal curiosidade está que para a implantação (1910) da Usina Hidrelétrica de Itatinga (de origem Tupi: "Pedra branca"), na vizinha cidade de Bertioga/SP, então mantida pela CDS - Companhia Docas de Santos, ligam-se os acontecimentos coincidentes.
MARIA-FUMAÇA 'ITAPEMA' Nº 12 EM ATIVIDADE USINA HIDRELÉTRICA DE ITATINGA.

Fosse o fato de também nesta situação ITAPEMA/SP estar no caminho, a Hidrelétrica de Itatinga a partir de 1925 tornou-se responsável por enviar Energia para todas as instalações do Porto, equipamentos portuários e o Sistema de Tramway da Estrada de Ferro SP-2066 (Itapema/Gjá), além de localidades da Ilha de Santo Amaro.
MARIA-FUMAÇA 'ITAPEMA' Nº 12 - USINA HIDRELÉTRICA DE ITATINGA.

Sendo a Alta Tensão transmitida à dezenas de kilômetros através de uma Linha Aérea de cabos elétricos, atravessa sobre o Rio Bertioga, com vão de 400 metros e Torres metálicas marginais de 36 metros de altura, segue pelo sítio itapemense cortando o Distrito, trecho da dita popularmente Rua "das Torres", já nominada Avenida Itatinga. Chega à Subestação Elétrica (principal), que também abastecia ITAPEMA/SP, localizada próximo a "Torre Grande" (margem esquerda itapemense), com 70 metros acima do nível da água atingindo a fiação o outro lado do Porto de Santos/SP.
DETALHE PLANTA URBANA ASSINALANDO A AVENIDA ITATINGA (DITA POPULARMENTE RUA "DAS TORRES") LINHA AÉREA DE ALTA TENSÃO - ITAPEMA/SP.

Tanto mais, porque para a instalação da Usina de Itatinga foi necessário construir uma Linha Férrea de 8 Km que possibilitasse levar material e operários das margens do Rio Itapanhaú à Fazenda Vergara, na Serra bertioguense, onde fez-se a Casa de Força da hidrelétrica. Dentre as locomotivas a vapor (de bitola estreita) Modelo Krauss utilizadas, uma seria batizada 'ITAPEMA' (nº 12), meio de transporte da Vila de Funcionários, agora exposta para apreciação do público no pátio de Itatinga.
MARIA-FUMAÇA 'ITAPEMA' Nº 12 EXPOSTA PARA APRECIAÇÃO USINA HIDRELÉTRICA DE ITATINGA.

Constatamos uma observação poética do Escritor franco-suíço, Blaise Cendrars [imagem à direita] na obra 'Etc..., Etc... (Um livro 100% Brasileiro)', numa de suas viagens por aqui na década de 1920. Inspira-se quando adentra o estuário:
"(...)A da direita desolada pantanosa repleta de palmeiras espinhosas..." - em referência a margem itapemense.
Em Junho de 1925, o célebre conjunto musical 'OS 8 BATUTAS' apresentou-se num show no Clube de Regatas Santista, na sede do Itapema (hoje Distrito de Vicente de Carvalho). O conjunto ganhara notoriedade após turnê em Paris, o primeiro a levar a música brasileira à França nos anos de 1921 e 22. Dentre outros notáveis faziam parte João da Baiana, Donga (criador de 'Pelo Telefone', primeiro samba gravado em disco vinil) e o fenomenal Pixinguinha, um dos nomes mais expressivos da nossa música nacional.
'OS 8 BATUTAS' E UMA DE SUAS FORMAÇÕES EM 1922.

Já pesquisa realizada por Ary Moraes Giani revela que em Maio de 1926, o Clube Internacional de Regatas, na sua sede do Itapema (havia ali uma quadra), proporcionou à região o primeiro jogo de Basquetebol.
 SEDE DO CIR EM ITAPEMA [1937], ONDE HAVIA QUADRA PARA PRÁTICA DE BASQUETEBOL.

Um fato veio marcar o ano de 1927, quando o Aviador brasileiro João Ribeiro de Barros, que vinha completando a travessia Genova-Santo Amaro (SP), pousou com seu hidroavião "JAHU", próximo à Bocaina (Ilha de Santo Amaro). O aviador foi recebido e congratulado pelas autoridades nas dependências da Base Aérea, numa última escala antes de amerrissar em direção a represa de Santo Amaro, na Capital.
O HIDROAVIÃO "JAHU" FUNDEADO ÀS MARGENS DA BOCAINA - ITAPEMA/SP [1927].

Um certo "Paicará", atacante, jogou partida entre a ASEA (Associação Santista de Esportes Atléticos) e um combinado de São Paulo (atuou por este), no dia 21 de Abril de 1929. A partida terminou empatada em dois gols.
O PRESIDENTE DO BRASIL JUSCELINO KUBITSCHEK FAZ ESCALA NA BASE AÉREA EM ITAPEMA/SP [DÉCADA DE 1950].

Cumprindo o ritual de milhares de nordestinos, que migraram para a Baixada Paulista em busca de melhores oportunidades. Entre Dezembro de 1952 e meados de 1956, ainda na infância, dos 7 aos 11 anos, Luiz Inácio da Silva [imagem à esquerda], o Presidente LULA residiu em ITAPEMA/SP, na Rua Minas Gerais (Vila Alice) e estudou no Grupo Escolar Marcílio Dias, neste mesmo bairro. Tempos depois, dadas as dificuldades particulares a família mudou-se para São Paulo. Onde fez sua vida e tornou-se um dos líderes sindicais brasileiros mais importantes. Nesses anos com o recrudescimento das autoridades do Regime Militar, durante as greves do ABC Paulista em 1978, que dariam popularidade a Luiz Inácio "LULA" da Silva, este refugiou-se anonimamente por uns tempos na Conceiçãozinha (Itapema).
Precedendo a Campanha que o levou a Presidência da República, LULA percorreu o país conduzindo a 'Caravana da Cidadania' (2002) e passou por ITAPEMA/SP, juntando inúmeros itapemenses no Bairro Vila Alice.
Tal acontecimento em virtude das circunstâncias, que levaram Luiz Inácio "LULA" da Silva à Presidente da República Federativa do Brasil (entre os anos de 2003 e 2010), de certa forma dá relevância para o Distrito (Itapema) ao colocá-lo no curso da História brasileira, como breve pousada do "Filho do Brasil".
LUIZ INÁCIO "LULA" DA SILVA, UMA HISTÓRIA QUE PASSA POR ITAPEMA.

No ano de 1957, Arqueólogos do Instituto de Pré-História da USP organizaram uma Expedição Franco-Brasileira, chefiada pelo Arqueólogo Paulo Duarte [imagem à direita]. Tinha por interesse escavações arqueológicas nas terras da Ilha de Santo Amaro. O objeto de pesquisa são os Sambaquis e/ou Sambakis, depósitos do cotidiano de antigos povos. Também conhecido pelos Caiçaras como "Casqueiro". Jazidas paleoetnológicas milenares que ocorrem ao longo da Costa, ou em lagos e rios litorâneos, regiões onde estes silvícolas agrupavam-se para comer. Caracterizam-se pela presença de cinza e carvão entre as espessas camadas de Conchas. Antiquíssimos depósitos de Crustáceos, Moluscos, restos de pesca ou caça, armas, adornos, utensílios domésticos e esqueletos de animais, acumulados por povos primitivos que habitavam o Litoral em épocas remotas. Semelhantes acúmulos formavam verdadeiras colinas de despojos que registram seu modo de vida e costumes. Faziam ainda nestes amontoados seus enterramentos rituais, daí encontrar-se também fósseis humanos.
Desencavam primeiramente nas imediações do Rio Maratauá, dito por alguns Maratuã  e ainda Maratuá, um esqueleto feminino de aproximados 6.000 anos (60 Séculos), segundo atesta prova feita através do processo de datação Carbono 14. Foi batizado com a simpática alcunha de "Miss Sambaqui", hoje exposto no 'Museu de Arqueologia da Universidade de São Paulo'. Parte dos demais achados, que remontam ao ano de 1915 a.C. (3.906 anos de idade) foram levadas para o 'Museu do Homem', na cidade de Paris. Fósseis todos esses que correspondem as escavações do "Homem de Maratuá".
Geograficamente a localização do sítio e do Rio Maratauá está nos limites itapemenses. Logo, o primeiro e mais remoto achado arqueológico da Ilha de Santo amaro, e um dos mais antigos do Estado de São Paulo (Tombado pela USP) se deu em ITAPEMA/SP.
FÓSSIL ENCONTRADO NAS ESCAVAÇÕES DO "HOMEM DE MARATUÁ" EM 1957 [ITAPEMA/SP].

No dia 29 de Junho de 1958, a Torcida brasileira saiu às ruas em Itapema/sp para comemorar a primeira Copa do Mundo de Futebol (Jules Rimet) conquistada pela Seleção do Brasil. O Torneio FIFA teve início no dia 8 daquele mês e contou com 16 países competindo na Suécia (Sede), continente europeu.
Apesar da sexta participação consecutiva da Seleção Brasileira (único participante de todas as edições do Mundial FIFA), o Brasil não era dado como favorito ao Título.
O Selecionado, escolhido dentre os melhores dos clubes brasileiros, tinha jogadores que fariam história no Futebol. Time principal:
3 GILMAR (Goleiro) - Corinthians. 2 BELLINI (Zagueiro) - Vasco da Gama. 15 ORLANDO (Zagueiro) Vasco da Gama. 19 ZITO (Volante) - Santos. 6 DIDI (Meia) - Botafogo. 7 ZAGALLO (Ponta-esquerda) - Botafogo. 4 DJALMA SANTOS (Lateral-direito) - Portuguesa de Desportos. 12 NILTON SANTOS (Lateral-esquerdo) - Botafogo. 10 PELÉ (Meia-atacante) - Santos. 11 GARRINCHA (Ponta-direita) - Botafogo. 20 VAVÁ (Centro-avante) - Vasco da Gama.
O Técnico Vicente Feola inovou com um sistema tático surpreendente, o 4-2-4 na formação da equipe em campo.
A SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEÃ DO MUNDO DE 1958.

O Brasil não só venceu e convenceu, como também fascinou o Mundo da Bola. 5 vitórias e 1 empate. 16 gols feitos e 4 gols sofridos. Campeão invicto do Mundial FIFA. É o escalte técnico. A primeira Seleção de Futebol a ganhar a Copa do Mundo fora do seu continente. O placar de suas partidas foi o seguinte:
BRASIL 3 X 0 ÁUSTRIA (1ª fase) - BRASIL 0 X 0 INGLATERRA (1ª fase) - BRASIL 2 X 0 URSS (1ª fase) - BRASIL 1 X 0 GALES (Quartas-de-final) - BRASIL 5 X 2 FRANÇA (Semi-final) - BRASIL 5 X 2 SUÉCIA (Final).
[Gilmar, goleiro da Seleção Brasileira faz escala na Base Aérea em Itapema/sp]

Os torcedores brasileiros acompanharam a transmissão dos jogos pelo rádio. Ouvidos atentos a Rádio Bandeirantes de São Paulo, na voz do Narrador Esportivo Edson Leite ou pela Rádio Nacional. Ao término da partida decisiva o Brasil consagrado Campeão Mundial, os itapemenses improvisaram um carnaval pelas ruas do Distrito. Especialmente em frente à 'Associação Atlética Vera Cruz', na Av. Thiago Ferreira.
O Escrete Brasileiro mostrou pertencer à mais nobre das linhagens do Futebol. A Seleção Nacional exorcizou os fantasmas que tiravam o sono de seus craques e assombravam seus torcedores, desde a tragédia do Maracanã no fatídico 1950. Desta vez o povo festejou... Enfim, a Taça do Mundo era nossa!!
A TORCIDA BRASILEIRA COMEMORA A COPA DO MUNDO DE 1958 EM ITAPEMA/SP.
             
A Praça 14-BIS era chamada pelos moradores mais antigos de 'Praça da Alegria', devido a visita da caravana artística animada pelo Apresentador Silvio Santos e Carlos de Nóbrega [imagem ao lado], no início dos anos 60.
PRAÇA 14-BIS, DISTRITO DE VICENTE DE CARVALHO - ITAPEMA/SP.

Frei Betto no seu livro 'Batismo de Sangue', pag 63, Ed. Civilização Brasileira, 1ª Edição (1982) - cita que José Arantes [imagem à esquerda], após o Golpe de 1964, teria sido trazido de São José dos Campos como prisioneiro para o Destacamento da Base Aérea. Instalada a Ditadura Militar, José Roberto Arantes de Almeida foi expulso do ITA. Era ex-Presidente do Diretório da Faculdade de Filosofia da USP e Vice-Presidente da UNE, liderou as manifestações estudantis de 1968.
BASE AÉREA EM ITAPEMA/SP, PONTA NOROESTE DA ILHA DE SANTO AMARO.

A Baronesa Esther Sant'anna de Almeida Karwinsky (nos anos 70) identificou em suas pesquisas sobre manifestações folclóricas na Ilha de Santo Amaro, em Itapema, os moradores Ivo, Ivã e sua mãe D. Olília modelando peças e esculturas de barro, utilitárias e de adorno. Juliana Montana, fazedora de toalhas de abrolhos, colchas de retalhos e de crochê. Este primeiro artesanato mencionado, abrolhos (de grande predominância no Paraná) tem a particularidade serem trabalhos de fios amarrados, terminados em franja. Feitos com o aproveitamento de sacos, de algodão, com os quais se fazem toalhas para o uso diário. 
REGIÃO CENTRAL DE ITAPEMA/SP.

Durante o [XXV] Festival do Folclore e Artesanato de Guarujá, em Agosto de 1997, realizou-se o '1º Rodeio de Vicente de Carvalho' (arena montada na esquina da Av. São João com a Rua Atlântica) promovido pela Comissão Municipal de Folclore, conforme observamos em fotografia de Raimundo Moreira (Bahia) publicada na Revista 'Folclore', Nº 23, 1998, da AFAG. Cabe ressaltar tal deferência, pois durante bons anos carroceiros foram opção para carretos de aluguel no Distrito ou transporte das barracas dos feirantes de carne suína. Com "pontos" no início da Av. Guarujá, Av. São Jorge e noutros locais.
'1º RODEIO DE VICENTE DE CARVALHO', REALIZADO NO DISTRITO EM 1997.

O ROCK SEMPRE VIVO EM ITAPEMA/SP.

No dia 30 de Junho de 2007 (um sábado) esteve em Itapema, na Praça 14-BIS, às 16 horas, o Cordelista Moreira de Acopiara (discípulo de Patativa do Assaré). Na oportunidade encontrou-se com populares e vários escritores da cidade, entre estes o poeta Bem-te-vi, sendo-lhe entregue um exemplar do livro 'Cordel em Movimento', publicação de autores locais.
MOREIRA DE ACOPIARA BRINDOU A TODOS COM A LEITURA DE SEUS CORDÉIS [2007].

Indagado particularmente em uma entrevista para a Revista 'Ao Vivo', Ano 2, Edição 7 (Out/Nov/Dez de 2007), Herbert Vianna (integrante da Banda 'Paralamas do Sucesso') [imagem ao lado] respondeu ao repórter Thiago Santos: 
"(...)Porque eu tinha morado, quando era criança, na Base Aérea [Distrito de Vicente de Carvalho - Itapema/SP], ou seja, era do lado de lá do porto. Em frente à minha casa tinha ainda um resto de mato e o canal, aí você via o porto do outro lado, a movimentação, a chegada dos navios de carga e de passageiros... E mais ou menos em frente à essa Vila Militar, da Base Aérea, tinha um navio encalhado (AIS GIORGIUS) que pra gente naquela época era o grande desafio de quem conseguia nadar até aquele navio, e dali, subir na parte que não estava submersa. E, enfim, pular na água da maior altura possível... (...)Enfim, pra gente naquela época era um fascínio, difícil de descrever..."
  O CARGUEIRO 'AIS GIORGIUS' NAUFRAGADO NA MARGEM ITAPEMENSE EM 1972.

Gravações do filme 'Lula, o Filho do Brasil', de Fábio Barreto, são realizadas em ITAPEMA/SP. Durante 3 dias em Fevereiro de 2009, o Distrito foi cenário das gravações do primeiro filme a contar a Biografia de um Presidente Brasileiro. Ilustrando a história e a trajetória do Presidente Luiz Inácio 'LULA' da Silva, o qual residiu em ITAPEMA/SP na infância, como migrante da terra itapemense.
O set de filmagens do filme 'Lula, o Filho do Brasil' em nossa cidade foram as instalações do 'Clube do Bolinha', Cantina e coletivo de pescadores, na Rua Salgado Filho, no Bairro Prainha.
O filme conta a jornada do Presidente Luiz Inácio 'LULA' da Silva e refaz sua caminhada desde os tempos que na tenra idade deixou Garanhuns, em Pernambuco. Passando por Itapema e a convivência com o pai. O estabelecimento em São Paulo, no ABC Paulista. Os dramas familiares. Até a sua expressiva liderança sindical.
Para o Longa Metragem, o Diretor Fábio Barreto usou como referência o Livro Biográfico do Presidente Lula, de autoria de Denise Paraná, que leva o mesmo título da película e publicado no ano de 1996. 
FILMAGENS DE 'LULA, O FILHO DO BRASIL', NO SET DE ITAPEMA/SP [2009].

As filmagens do Longa Metragem tiveram início no dia 19 de Janeiro, em Pernambuco. Continuadas aqui (Itapema) nesses dias de Fevereiro de 2009. Terão outros sets pelo Brasil, com previsão de término para Março deste ano.
O Elenco traz:
GLÓRIA PIRES, interpretando D. Lindu, a mãe do Presidente Lula.
GUILHERME TORTÓLIO (Lula, menino).
MILHEM CORTAZ, como Aristides - o pai.
RUI RICARDO DIAZ (Lula, na fase adulta).
O filme 'Lula, o Filho do Brasil' - BRA. Drama. 130 minutos. Globo Filmes. Estreou em Janeiro de 2010, nas bilheterias dos cinemas brasileiros com boa repercussão. Custou mais de 17 milhões, um dos maiores orçamentos da produção cinematográfica brasileira.  
SET DE FILMAGENS DE 'LULA, O FILHO DO BRASIL' EM ITAPEMA/SP [2009].

No dia 23/03/2012, a Estação das Barcas de Itapema virou cenário do humorístico 'Casseta & Planeta', da Rede Globo de Televisão. Conforme explicou à imprensa o Produtor Eduardo Santoro, o elenco gravou o quadro "Arca de Noé", do programa 'Casseta & Planeta - Vai Fundo', episódio Ecologia, que irá ao ar em Abril. A locação foi escolhida porque, no enredo, Noé seleciona os personagens para embarcarem em sua "Nova Arca" (nossa barca), após o fim do mundo. Tanto mais, por satisfazer as necessidades da produção, que precisava de uma embarcação grande e o fluxo de pessoas. Participaram da atração os humoristas Beto Silva, Hélio de La Peña e Miá Melo.
  O HUMORÍSTICO 'CASSETA & PLANETA' (REDE GLOBO) GRAVA QUADRO PARA O PROGRAMA NA ESTAÇÃO DAS BARCAS DE ITAPEMA/SP.

"O preconceito é o último dos sentimentos que alguém deveria ter, fizemos o possível para realizar a Parada, façam o possível para se divertirem também..." - Foi com estas palavras que Bebê Pazanelly, idealizadora da '1ª PARADA LGBT do Guarujá', deu início ao percurso em Vicente de Carvalho/SP, o qual os foliões fizeram desde a Av. Santos Dumont, esquina com a Joana de Menezes Faro até a apoteose na Praça 14-BIS, no dia 9 de Setembro de 2012, justamente na semana das comemorações da Independência brasileira.
PANFLETO DA '1ª PARADA LGBT' CONVOCANDO A COMUNIDADE GAY DA ILHA DE SANTO AMARO/SP - 2012.

Cerca de 2 mil pessoas passaram pelo evento, que teve cobertura do blog 'Baixada em cores', guia exclusivo destinado ao público LGBTT da região. Trios elétricos e o popular DJ Cabral animaram a festa, também com a participação de Drag Queens, artistas do universo LGBT, além da promoção de concursos. No principal momento da noite aconteceu o primeiro beijo gay oficial da cidade, protagonizado por um casal morador de Guarujá, levando o público ao delírio, que exultava: "Não ao Preconceito!".
    '1ª PARADA LGBT', EXALTAÇÃO DA DIVERSIDADE SEXUAL NO DISTRITO DE VICENTE DE CARVALHO/SP - 2012.

Na noite de 10/06 de 2014, às 20:00 Horas, em ITAPEMA/SP, promoveu bate-papo cinéfilo, Liz Marins - Cineasta, Atriz, Escritora e intérprete da personagem LIZ VAMP, uma Vampira Brasileira [imagem ao lado]. Materializada em Contos, Histórias em Quadrinhos, Clipes e Curtas-Metragens. Liz Marins apresentou Programas de Tv e dirigiu diversos Curtas, que já rodaram muitos Festivais Nacionais e Internacionais. Entre estes, 'APARÊNCIAS' (2007), Terror (Bra) - 7 min., seu curta-metragem de estréia como Diretora. Ministrou também vários workshops de Cinema e Vídeo, incluindo o workshop de realização do 'Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa - MOTELx'.
Os amantes de Filmes de Terror e admiradores do Diretor de Cinema. José Mojica Marins, sabem que Liz Marins, também é filha do "Zé do Caixão" (Cofin Joe), literalmente, sendo LIZ VAMP filha bastarda do macabro personagem brasileiro.
BATE-PAPO CINÉFILO COM LIZ MARINS NO TEATRO 'FERREIRA SAMPAIO' EM ITAPEMA/SP.

A conversa com o público aconteceu após a exibição do Curta 'APARÊNCIAS' (classificação etária de 16 anos). A trama psicótica acompanha a história de uma jovem, que ao voltar da Escola é surpreendida por uma série de erros de julgamento em seu subconsciente, com enganos que podem custar sua própria vida. No Elenco: Liz Marins (Liz Vamp), Cheli Urban, Fernando Oliveira, Neto Dantas, Bruno Rebouças, Bruno Quartieri, Rafael Hermano, Raphael Morrone e Ariña Marins.
 LIZ MARINS (LIZ VAMP) DURANTE BATE-PAPO NO TEATRO 'FERREIRA SAMPAIO' (ITAPEMA/SP).

No bate-papo informal, Liz Marins debateu com o público sobre os caminhos da produção cinematográfica e dificuldades do Áudio-Visual, trazendo sua experiência na Direção e o universo do Cinema de Terror, Cine Fantástico. Na ocasião, confidenciou publicamente, de forma inédita, sua preocupação com a saúde do pai, José Mojica Marins e recentes complicações cardíacas. Confirmada em notícia, no dia seguinte pelo site 'MSN Notícias', internação sofrida do renomado Diretor num hospital de São Paulo para cuidados médicos.
O evento gratuito realizou-se no Teatro 'Ferreira Sampaio' (Ponto MIS - Projeto do Museu da Imagem e do Som, de São Paulo), na Av. Oswaldo Aranha Nº 800, Jardim Maravilha. Em parceria com a Secretaria da Cultura do município.
LIZ MARINS E URBAIN G. NUMA NOITE DE TERROR EM ITAPEMA/SP (2014).

Em 09 de Março de 2017, às 19:00 Horas, realizou-se Oficina sobre Cinema, a cargo de Celso Sabadin - Publicitário, Jornalista e conceituado Crítico de Cinema. Escreveu críticas de filmes nos jornais Folha da Tarde, Jornal do Vídeo e cadernos de O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e Revista Cláudia. Além de autor de livros abordando o universo cinematográfico.
CARTAZ OFICINA DE CINEMA MINISTRADA POR CELSO SABADIN.

Entre 1989 e 2001 foi Apresentador, Roteirista e Crítico de Cinema em programa para cinéfilos na Rede Bandeirantes de Comunicação, atuando tanto na Rádio e Tv Bandeirantes, também nos canais Band News e Canal 21. Foi curador e produtor da Mostra Cine Santander España e do Festival Cinema do Coração.
Celso Sabadin cobre Festivais de Cinema, nacionais e internacionais desde 1990. É curador do Brazilian Film Festival of Toronto.
Atualmente, ministra cursos de cinematografia e escreve críticas de cinema para rádio e televisão, publicando ainda em sites especializados: Planeta Tela, 100% Vídeo, Revista de Cinema, dentre outros.
CELSO SABADIN DURANTE OFICINA CINEMATOGRÁFICA - PONTO MIS [ITAPEMA/SP] 2017.

Com o título "Mazzaropi e a Formação da Cultura Paulista", o crítico de cinema apresentou de início uma visão panorâmica e histórica da constituição da Cultura Caipira. Amalgamada na miscigenação de portugueses e indígenas. Sua sedimentação à terra como natural do lugar, a conformação da língua (o falar), materializando a sua identidade Paulista. Entretanto, rejeitada pela Elite social  a estabelecer o preconceito sobre a figura do Caipira, donde também é originária.
Por intermédio do Circo, bem como a crescente difusão do Rádio deu impulso a criação de programas humorísticos. Figurando entre os personagens os tipos brasileiros, promovendo a empatia do Caipira com o público. Inspirado no "Jeca-Tatu", noutros imitadores da época, apoderando-se de elementos da Cultura Popular, o ator Amácio Mazzaropi imortaliza o mais emblemático personagem caipira do Cinema Brasileiro. Com a consolidação da "Sétima Arte" por aqui transforma-se num ícone das telas brasileiras, impresso no imaginário do público dada a universalidade do seu humor.
PROPAGANDA EM FRENTE AO CINE 'ESTÉR' ANUNCIA FILME DE MAZZAROPI [ITAPEMA/SP] 1959.

A seguir houve a projeção do Documentário 'Amácio Mazzaropi' (2015), Bra - 90 min. Roteiro e Direção: Celso Sabadin. O filme reflete a biografia do comediante, a elaboração criativa de seu cinema, a capacidade de realização cinematográfica, o preconceito impingido à sua arte e o invejável estrondoso sucesso. Tudo contextualizado em depoimentos reveladores e ilustrado com trechos de filmes célebres produzidos ou estrelados por Mazzaropi. Trazendo conhecimento e a despertar o riso da platéia atual neste breve contato com a obra do comediante paulista.
Excepcionalmente, a programação do Ponto Mis aconteceu nas dependências da Escola 'Napoleão Laureano', Av. Oswaldo Aranha, Jardim Maravilha - ITAPEMA/SP. Em parceria com a Secretaria da Cultura do município.
CELSO SABADIN E URBAIN G. PRESTIGIANDO OFICINA DO CONCEITUADO CRÍTICO DE CINEMA [ITAPEMA/SP] 2017.

Por várias décadas reparava-se sobre os telhados do centro de Itapema curiosa inscrição em latim 'Veni, vidi, vici' (com pastilhas cerâmicas) numa caixa d'água suspensa, na residência de esquina com a Rua Maranhão e a Particular Amaury.
Obviamente, como disse, não pretendo dar a estes apontamentos feições definitivas, sumidade ímpar. Seu valor é a curiosidade.